DIY – Dicas Para Você Mesmo Pintar o Quarto do Bebê

Ideias e truques para você economizar e deixar o seu toque especial pintando por conta própria o quartinho do bebê! Confira!

Do it yourself” ou “faça você mesmo” é um conceito que ganhou força há alguns anos e continua super em alta quando falamos de decoração de ambientes.

A ideia de arregaçar as mangas e colocar a mão na massa na hora de fazer desde pequenos itens de decoração, até grandes reformas, envolve muitos benefícios. 

Nesse caso, ao pintar o quartinho do seu bebê, além de economizar uma boa grana – afinal sabemos que serviços de pintura não costumam ser baratos – você também fará da preparação do ambiente que vai recebê-lo com tanto carinho, um momento único.

Imagine quando ele ou ela estiver maior e vocês tiverem muitas histórias para contar do dia em que resolveram pintar o quarto do bebê para sua chegada? Além de tudo, você estará criando memórias super especiais.

E pensando nisso, nós da D’Furlan Baby escrevemos esse material exclusivo para compartilhar com você dicas e truques de como fazer a pintura do quartinho do seu bebê por conta própria. Esperamos que você aproveite!

ANTES DE TUDO…

Você precisa fazer as escolhas certas e estar com tudo decidido para ter certeza de que o quartinho vai ficar do jeitinho que sempre sonhou para receber o seu baby.

  1. ESCOLHER O ESTILO
Reprodução: Shutterstock

Comece decidindo o estilo que pretende seguir no quarto do bebê. Isso vai ditar a paleta de cores, os grandes móveis até os pequenos detalhes. A seguir, confira algumas inspirações de estilos de quartinho.

Soft – Divicar
Pratic – Divicar
Imperial – Divicar

2 – ESCOLHER A COR

Reprodução: Shutterstock

Com o estilo definido, é hora de definir a paleta de cores que deseja utilizar. Divida os tons escolhidos entre paredes, pisos, móveis e pequenas decorações. Feito isso, você já terá certeza da cor que quer nas paredes e pode, então, partir para a escolha das tintas. 

3- ESCOLHER A TINTA

Reprodução: Shutterstock

O último passo antes da “hora da verdade” é sair em busca da tinta perfeita. E veja bem, não estamos falando apenas da cor. Atente-se também aos componentes do material e escolha os não-tóxicos e que sejam seguros para o bebê – e pros papais também -. Opte pelas opções à base de água e que não contenham VOC’S (compostos orgânicos voláteis).

HORA DA VERDADE

Reprodução: Shutterstock

Tudo pronto? Vamos!

Com os detalhes definidos, é hora de escolher um dia – de preferência, um dia livre e inteiro reservado para isso – arregaçar as mangas e começar os trabalhos. Confira cada passo que você deve seguir para garantir uma pintura ideal para o quarto do bebê.

  1. SEPARE OS MATERIAIS

Antes de tudo, você precisa certificar-se de que tem em mãos todos os materiais necessários para a pintura.

Veja a seguir a lista dos itens que são indispensáveis e os que não são obrigatórios, mas vão facilitar bastante o processo.

Essenciais

  • Tinta adequada à superfície e ao ambiente – lembre-se de verificar se a quantidade é suficiente;
  • Rolo de pintura e pincéis;
  • Bandeja para despejar a tinta;
  • Lona plástica, sanito, jornais para proteger o piso;
  • Fita crepe para proteger batentes, rodapés, janelas e portas.
  • Escada para alcançar os pontos mais altos das paredes.

Complementares

  • Massa corrida –  para cobrir eventuais falhas e imperfeições da parede;
  • Espátula para passar a massa;
  • Lixas – quanto maior sua numeração, mais fina;
  • Panos de limpeza para tirar toda a poeira após lixar;
  • Selador Acrílico 
  • Extensor de rolo para pintura em locais mais alto;
  • Misturador de tinta;
  • Óculos de proteção;
  • Luvas de borracha.

  1. VENTILE O LOCAL

Agora, comece a preparar o ambiente para que ele esteja seguro e perfeito para receber a pintura. Comece abrindo todas as janelas e deixando o local o mais ventilado e iluminado possível.

A ventilação adequada ajudará com o cheiro de tinta, que por mais que não seja tóxica nem nada assim, costuma ser desagradavel e não faz bem inalar diretamente, e também com a secagem dos produtos. E a iluminação natural permitirá uma percepção melhor da sua “tela de pintura” que nesse caso, é a parede. 

  1. FORRE E PROTEJA

Depois, é hora de cobrir cada cantinho que não deve ser pintado e garantir que não corra o risco de escorrer, pingar ou sujar de tinta. Comece forrando o piso, se possível do quarto todinho, com lona, sanitos, jornais ou outro material que impeça a passagem da tinta. 

Importante: aproveite para reciclar materiais antigos, não gaste plástico nem papel à toa!

Também prepare um rolo de fita crepe (é importante que não seja outro tipo de fita adesiva, porque pode descascar o material na hora de arrancar) e cubra todos os cantinhos que não serão pintados, deixando a mostra somente as paredes, isso trará um acabamento muito mais profissional no resultado final. 

  1. PREPARE A PAREDE

De nada adianta uma tinta linda e uma pintura impecável, se a parede não estiver pronta para recebê-las, não é mesmo? Então, antes de começar a pintar, verifique se a parede possui  irregularidades ou buracos e aplique massa corrida com auxílio de uma espátula.

Depois de aplicar a massa, deixe secar por aproximadamente 2 a 3 horas e passe uma lixa (a espessura vai variar de acordo com a quantidade de rebocos) por toda a superfície até que ela esteja regular e plana.

Também é indicado o uso do selador acrílico antes de pintar, isso porque esse material reduz a quantidade de tinta necessária no processo  e, por ser o material mais caro, você vai economizar. 

  1. HORA DE PINTAR 

E finalmente, o último passo é aplicar, de fato, a tinta nas paredes. Comece lendo com atenção as orientações do fabricante do produto que você escolheu. O processo de diluição e mistura é bem individual, portanto, siga as instruções e, se caso não tiver na embalagem, consulte a loja na qual você comprou.

Com a tinta pronta, despeje uma boa quantidade na bandeja limpa e seca e comece a pegar, aos poucos, com o rolo ou pincel. É muito importante que não pegue em excesso para evitar manchas. Aí é só aplicá-la com movimentos de vai e vem até cobrir toda a superfície que deseja colorir.

Por fim, espere em média 4 horas e repita o processo, porém, com mais cuidado e com atenção nos detalhes, Afinal, a segunda mão de tinta é o acabamento final e essa é a hora de garantir uma parede linda para o quartinho do seu baby. 

PRA FECHAR COM DICAS DE OURO

Alguns truques que é importante você saber e vão facilitar ainda mais a pintura do quartinho:

1. Evite pintar em dias muito quentes, com temperaturas acima de 30°C, porque fica mais difícil espalhar a tinta e as chances de manchar são maiores; E também evite dias úmidos, porque o processo de secagem dos materiais é bem mais lento;

2. Antes de sair pintando a parede toda, inicie por uma pequena área e faça testes até que você pegue o jeito;

3. Nos cantinhos, junções de paredes e cantos de “bonecas” da porta, utilize um pincel menor para pintar com maior precisão.

Agora você já tem todas as informações que precisa para pintar o quarto do seu bebê e preparar um lugar especial, aconchegante e seguro para receber o maior presente de suas vidas. 

Se você está procurando artigos infantis, decoração para o quartinho e itens pro enxoval do seu bebê, encontre tudo na D’Furlan Baby.

Fale conosco! (11) 94036-2901.

Para ficar por dentro das novidades e receber mais artigos sobre tudo que é relacionado a maternidade e paternidade, desenvolvimento da criança e, claro, decoração infantil, considere assinar gratuitamente a nossa newsletter clicando aqui.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email